Fernanda Yamamoto -SPFW45

Fernanda Yamamoto deu inicio a área da moda aos 22 anos. Insatisfeita com sua faculdade de Administração de Empresas, decidiu dar novo rumo a sua vida. Nesta época, durante o dia trabalhava na confecção dos pais na área administrativa, e à noite, fazia um curso de Moda na Faap, Fundação Armando Alvares Penteado.

Foi lá que uma das maores estilistas brasileiras da atualidade encontrou sua verdadeira paixão, as roupas. A jovem também fez curso de Design na Parsons, escola em NY que formou nomes como Tom Ford, Marc Jacobs, e Donna Karan.

Mas era apenas o começo. Fernanda ainda teve uma passagem pela área de criação de Alexandre Herchcovitch. Começou como estagiária, separando botões.Depois fez trabalhos com Jum Nakao, que ela aponta como “seu exemplo”, até criar sua própria marca.

Em 2009 enviou projeto para o Rio Moda Hype, evento que lança estilistas. Ao ter seu trabalho escolhido, Fernanda pôde exibir suas criações em uma passarela. A grife, que leva o nome da estilista, chamou a atenção da crítica pelo estilo autoral e com ênfase na experimentação.

No mesmo ano, ela abriu loja na Vila Madalena e, em 2010, estreou no São Paulo Fashion Week. Ano em que foi escolhida em um concurso com estilistas do mundo inteiro para ser a única designer não japonesa a desfilar na Semana de Moda do Japão.

Com toda sua trajetoria ja fez 12 desfiles no SPFW com seu toque moderno e chic ,coleção de moda feminina.

Sua coleção Verão 2019, Fernanda Yamamoto tem uma proposta impactante e conceitual. A estilista se inspirou na cultura japoêsa da comunidade Yuba, localizada em Mirandópolis, interior de São Paulo.

As peças com cores diversificadas tomaram a passarela. Os tingimentos eram feitos com produtos naturais como cúrcuma, urucum , casca de cebola e arroz negro. Todos naturais, presando pela sustentabilidade .

A desing apostou em detalhes feitos manualmente, comum na moda japonesa que dão volumes as peças. Composta por formas geográficas como retângulo, círculo e triângulo.

Pra o desfile Fernanda trouxe moradores da comunidade Yuba, que arrancou aplausos da plateia presente no Pavilhão da Cultura, em São Paulo.

Search By Tags